Encontro Com a Palavra

A Criação – Parte 2

Pr. Dick Woodward      sábado, 7 de janeiro de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Lemos em Gênesis 1:1-2: “No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas”.

A Bíblia afirma que o Espírito de Deus começou a pairar sobre essa criação e a desenvolvê-la e manipulá-la e transformá-la.

Um pouco mais adiante, nesse capítulo primeiro, lê-se: “Disse também Deus: Ajuntem se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez.”

Deus não disse: “A terra seca passe a existir”. Não foi nesse momento que a terra seca foi criada. Entende-se que ela já tinha sido criada na fase da criação, mas estava submersa. O que se entende nesse versículo é que a terra foi descoberta.

É interessante notar que a comunidade científica afirma que num dado momento toda a terra esteve submersa.

A palavra “bara” ou “criar” significa fazer algo do nada. Essa palavra foi usada apenas três vezes no relato da criação. Deus criou no princípio; primeiro versículo.

Esse primeiro ato de “bara” refere-se ao universo, à terra e a toda vida vegetal.

Outras palavras, entre os versículos 2 e 20, quando se referem ao começo de todas as coisas são diferentes.

São palavras que indicam mudança ou alteração de algo que já existe.

O ato seguinte de criação, “bara”, aconteceu na água. O versículo 21 diz:

“Criou, pois, Deus os grandes animais marinhos e todos os seres viventes que rastejam, os quais povoavam as águas, segundo as suas espécies; e todas as aves, segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom”.

Encontramos aqui um ponto com o qual o relato bíblico e a ciência concordam.

Os cientistas parecem concordar que a vida animal começou na água e é isso o que o relato de Gênesis diz.

A citação seguinte da palavra “bara” acontece no versículo 27: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”

O relato da criação do Livro de Gênesis dá conta do começo de tudo o que existe no universo.

Depois desses atos de criação o Espírito de Deus muda sua atuação e passa a desenvolver o que já tinha sido criado, a criação original.

Isso coincide com o que os cientistas têm observado a respeito da evolução das formas de vida.

Nesse ponto existe um paralelo com o pensamento evolucionista.

O único ponto em que criacionistas e evolucionistas não concordam é o que diz respeito aos chamados elos perdidos.

Os três elos perdidos são enfocados nestas três perguntas: Como tudo começou?

Como a vida vegetal passou a ser vida animal?

Como a vida animal tornou-se vida humana?

A ciência não tem resposta para esses elos perdidos, mas o Livro de Gênesis tem. A resposta do Livro de Gênesis é simplesmente “bara”: Deus criou.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do pastor Edson Bruno, ouça e descubra verdades que lhe ajudarão no seu dia a dia.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Últimos Artigos

Os Padrões de Paulo

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

A Pregação de Paulo

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Os Padrões do Pentecoste Plantam a Igreja

segunda-feira, 27 de julho de 2020

O Pentecoste Pessoal de Paulo

segunda-feira, 20 de julho de 2020