Encontro Com a Palavra

A Divisão do Livro de Isaías

Pr. Dick Woodward      quinta-feira, 27 de abril de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Podemos dividir o Livro de Isaías em duas partes: Na primeira parte que vai do capítulo primeiro ate o trinta e nove, o profeta Isaías alerta o povo de Deus a respeito da invasão e do cativeiro pelos Assírios.

Os últimos vinte e sete capítulos são uma mensagem de cura e conforto.

Dessa forma temos nos primeiros trinta e nove capítulos uma “cirurgia espiritual” e nos vinte e sete últimos, a recuperação da “cirurgia”.

O estudo dessa divisão dos sessenta e seis capítulos do Livro de Isaías sugere um paralelo entre esse livro e a própria Bíblia.

Vejamos como são interessantes as semelhanças: há sessenta e seis capítulos no Livro de Isaías; há sessenta e seis livros na Bíblia; o Livro de Isaías divide-se em duas partes; uma com trinta e nove capítulos e outra com vinte e sete; a Bíblia divide-se em duas partes, o Velho Testamento com trinta e nove livros e o Novo Testamento com vinte e sete livros.

Ainda há outras semelhanças. A primeira parte do Livro de Isaías, como o Velho Testamento, contém exortações mensagens sobre o castigo divino, revela a condição verdadeira do homem e a solução que ele pode encontrar em Deus e aponta para o Caminho, para o Salvador.

A segunda parte de Isaías, como no “Novo Testamento”, apresenta conforto e esperança para um povo que reconheceu a necessidade de um Salvador a partir do conhecimento do “Velho Testamento” de Isaías que aponta para o Caminho, para o Salvador.

O Velho Testamento começa com a pergunta: “Onde estás?” (Gênesis 3:9). O Novo Testamento começa com a pergunta: “Onde está Ele?” (Mateus 2:2).

As duas partes do livro de Isaías procuram trazer à consciência do homem, a necessidade de um Salvador e apresenta, no capítulo cinqüenta e três, o Servo Sofredor.

O Chamado de Isaías

Há duas passagens no Livro de Isaías que revelam um pouco do homem Isaías, do seu ministério e de sua mensagem. Uma delas, no capítulo seis, descreve o seu chamado ou comissionamento.

Pode até ser o relato da conversão de Isaías.

Um fato interessante que se observa nas Escrituras é que todos os servos de Deus tiveram um chamado e que esse chamado foi um marco em suas vidas, e os fez “ir” por Deus.

O capítulo seis é a descrição do chamado de Isaías e do seu comissionamento para ir por Deus, para servir a Deus e cumprir o seu chamado.

Quando Isaías passa pela experiência de ver o trono do Senhor, e ouvi-lO dizer: “Quem enviarei? Quem irá por nós?” (Isaías 6:8),o profeta responde, firmando seu compromisso com o Senhor: “Eis-me aqui. Envia-me!”.

Esse é um padrão que se repete na Bíblia. Todos aqueles que foram até Deus, ouviram um chamado e “foram” por Deus.

Deus advertiu Isaías que o povo não o ouviria e que o propósito de conversão talvez não se concretizasse.

Aquele povo tinha se afastado de Deus. Mas mesmo assim Deus queria que a Sua mensagem fosse anunciada.

Como é difícil ser um pregador! Imagine ser pregador durante cinqüenta ou até sessenta anos sem ver ninguém que atenda sua pregação!

O compromisso de Isaías ao seu comissionamento é fantástico. A única coisa que ele fez foi perguntar: "Até quando, Senhor? " E ele respondeu: "Até que as cidades estejam em ruínas e sem habitantes, até que as casas fiquem abandonadas e os campos estejam totalmente devastados,
até que o Senhor tenha enviado todos para longe e a terra esteja totalmente desolada. (Isaías 6:11,12)

O compromisso de Isaías deve ser um exemplo para todos nós. Na verdade, a mensagem mais importante de todos esses profetas é o compromisso deles com Deus.

Eles faziam um contrato com Deus. Deus mandava eles irem e eles iam! E o mais importante é que quando eles iam, se mantinham fiéis a Deus faziam aquilo para o qual tinham sido chamados.

Nossa responsabilidade é fazer aquilo para o que Deus nos chamou. Os frutos, o resultado dessa obediência, é um assunto para ser tratado por Deus. É problema dele.

Só Deus, só o Espírito Santo, pode fazer frutificar. A nossa parte é sermos fiéis. Os frutos são responsabilidade de Deus. Nossa responsabilidade é fazer aquilo para o que Deus nos chamou.

Encontro com a palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

Como estão divididos os livros da Bíblia?

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Os Modelos de Ordem Para a Igreja

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

A Cronologia do Retorno de Cristo!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Fatos sobre a volta de Jesus!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021