Encontro Com a Palavra

A Experiência do Apóstolo João

Pr. Dick Woodward      sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

O Livro do apocalipse é uma mensagem em código de Deus para o seu povo. Para que essa mensagem seja compreendida são necessárias algumas chaves que desvende o código.

Nos últimos programas já abordamos aalgumas dessas chaves.

A primeira chave é o Espírito Santo, a segunda é entender que estes simbolos ou sinais no Livro do apocalipse são sinais Bíblicos.

A terceira chave decodificadora dessa mensagem de Deus ao Seu povo é a responsabilidade que Deus designou para João.

Esta responsabilidade é escrever a Revelação que ele recebeu na ilha de Patmos.

Em Apocalipse 1:19 está definida a tarefa de João e a Revelação que ele receberia: “Escreva, pois, as coisas que você viu, tanto as presentes como as que estão por vir.

No primeiro capítulo do Livro do Apocalipse temos a experiência de João.

A visão que ele registrou nesse capítulo define a primeira parte da missão que lhe foi atribuída: “Escreva, pois, as coisas que você viu...”, e depois enviar a revelação escrita às sete igrejas da Ásia Menor naquela época.

Como Moisés no episódio da sarça ardente no deserto (Êxodo 3: 3,4), João voltou-se em direção à voz que estava falando com ele: “Voltei-me para ver quem falava comigo. Voltando-me, vi sete candelabros de ouro... Quando o vi, caí aos seus pés como morto” (Apocalipse 1:12;17)

Esta cena pode significar o pré-requisito para se ter uma experiência com Deus: voltar-se.

O apóstolo João estava concluindo a primeira parte da sua incumbência quando registrou essa experiência.

João recebeu a seguinte instrução: “Escreva, pois, as coisas que você viu, tanto as presentes como as que estão por vir.” (V.19)

João completou a segunda parte da sua tarefa nos capítulos 2 e 3, quando escreveu as cartas às igrejas da Ásia Menor.

Resumindo, o capítulo primeiro está relacionado às coisas que João viu quando teve sua experiência.

Os capítulos 2 e 3 correspondem à segunda parte da sua tarefa que era “escrever as coisas que eram”, isto é, coisas que existiam nas sete igrejas, das cidades de Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiocéia.

Lembre-se que no capítulo primeiro do Livro de Apocalipse, João viu sete candelabros ou candeeiros.

A revelação que ele recebeu foi que Cristo estava no meio dos candeeiros e que esses candeeiros são as igrejas.

Apesar das igrejas terem muitos problemas, o Cristo vivo ressuscitado está no meio delas.

Não importando o quanto as igrejas se distanciam daquilo que elas deveriam ser, nunca se esqueça de uma coisa: Cristo está no meios das igrejas.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...


Últimos Artigos

O Primeiro Programa de Entrevista

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Hu-hum ou Naum?

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

A Solução Final de Deus

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

O Profeta Político

segunda-feira, 4 de novembro de 2019