Encontro Com a Palavra

A Profecia de Naum

Pr. Dick Woodward      segunda-feira, 5 de junho de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Perspectiva Histórica

Os autores dos livros proféticos do Velho Testamento registraram a conquista de quatro cidades: Jerusalém, Samaria, Babilônia e Nínive.

Jerusalém e Samaria eram as capitais dos Reinos do Sul e do Norte, de Judá e de Israel respectivamente, enquanto Babilônia e Nínive eram as capitais inimigas do povo de Deus.

Conforme já vimos em outro estudo, a pregação de Jonas trouxe arrependimento e salvação para a cidade de Nínive.

A profecia de Naum proclama a destruição e a ruína dessa mesma cidade, com a diferença que sua pregação ocorreu cerca de 120 anos depois da de Jonas.

Embora o Livro de Jonas tenha registrado o arrependimento dessa cidade, capital dos inimigos mais cruéis de Israel, sessenta anos depois os assírios conquistaram o Reino do Norte, o Reino de Israel, e submeteram ao cativeiro, as dez tribos que formavam esse Reino.

Aproximadamente sessenta anos depois do início do cativeiro Assírio, Naum profetizou o julgamento e o extermínio da cidade de Nínive.

As profecias de Naum foram cumpridas literalmente vinte e três anos depois de terem sido anunciadas.

Os assírios conquistaram e escravizaram todas as nações mundiais, usando de uma crueldade indescritível e um barbarismo sem precedentes na história, transformando-se num império poderoso e temido em todo o mundo por sua crueldade.

O centro do império assírio era a cidade de Nínive, conhecida em todo o mundo como a Cidade Rainha de toda a terra.

Foi à total destruição dessa Cidade Rainha que o profeta Naum profetizou.

Naum Anuncia a Destruição de Nínive (Capitulo 1)

O primeiro capítulo do Livro de Naum anuncia a queda de Nínive, cidade localizada entre dois rios, os quais lhe serviam de força e proteção. Apesar disso, Naum profetizou que a queda de Nínive viria através “de uma inundação transbordante”.

De acordo com a profecia de Naum, o Senhor faria com que essa fonte se voltasse contra aquela cidade, inundando-a e destruindo-a totalmente. (1:8)

O nome de Naum significa “cheio de consolo” e sua mensagem trouxe muito conforto para o Reino do Sul.

Os assírios já tinham conquistado o Reino do Norte, e o Reino do Sul temia que eles fossem para o sul e também os conquistassem.

Na verdade, os assírios se voltaram para o sul depois de conquistar o Reino do Norte e acabaram conquistando quarenta e seis cidades fortificadas e levando duzentas mil pessoas cativas.

Quando estudamos o Livro de Isaías, aprendemos que os assírios conseguiram chegar às portas de Jerusalém; mas pelo ministério de um grande profeta, o Reino do Sul foi salvo.

Entretanto, apesar dessa vitória, o Reino de Judá temia a invasão assíria.

É o que percebemos na profecia de Naum: “Apesar de serem fortes e numerosos, serão ceifados e destruídos” (V.12)

Essas palavras do profeta confortavam o Reino do Sul, Judá.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

A Graça de Dar

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A Transcendência do Ministro

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

A Transparência do Ministro

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

A Tarefa do Ministro

segunda-feira, 2 de novembro de 2020