Encontro Com a Palavra

Ensinamentos de Jesus

Pr. Dick Woodward      segunda-feira, 10 de julho de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Depois de fazer as declarações referentes à importância das Escrituras na vida de um discípulo, Jesus mostrou como aplicar Seus ensinos nos relacionamentos.

O primeiro relacionamento tratado foi com o irmão, com o companheiro.

É interessante observar que Jesus ressaltou que, às vezes, a prioridade não é Deus, mas o irmão.

Esse enfoque demonstra como Jesus valorizava o relacionamento entre irmãos da fé.

Não poderemos vencer o mundo se nos perdemos uns aos outros.

Jesus ensinou também como se relacionar com o inimigo.

"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’.

Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento.

Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno.

"Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta. (Mateus 5:21-24)

Vivemos num mundo muito competitivo e nosso adversário é nosso concorrente que se opõe (Mateus 5:25,26)

Jesus falou ainda sobre o relacionamento com as mulheres.

"Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’.Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.

Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.

E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno". (Mateus 5:27-30)

Justiça Relativa

Muitos não entendem esse ensino.

Jesus não estava ensinando que pensar em adultério é tão sério quanto cometer adultério de fato.

O aviso é para que vençamos a batalha com a tentação quando ela ainda é um olhar ou pensamento.

A seguir, Jesus falou do relacionamento com as esposas (31- 32) Ele ensinou que esse relacionamento deve ser permanente.

Uma das causas da epidemia de divórcios que vivemos hoje, é a infidelidade.

Quando o divórcio é epidêmico, as famílias também têm uma disfunção epidêmica que afeta os filhos.

Muito da dor e do sofrimento que existe “no sopé da montanha” é resultante da derrota dos homens frente à tentação que Jesus mencionou neste versículos.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

O Evangelho Absoluto

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

A Graça de Dar

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A Transcendência do Ministro

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

A Transparência do Ministro

segunda-feira, 9 de novembro de 2020