Encontro Com a Palavra

O Livro de Provérbios

Pr. Dick Woodward      quinta-feira, 20 de abril de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Em uma transação de negócios ganhamos duas coisas: dinheiro e experiência.

Geralmente, quando pessoas tementes a Deus entram em um negócio ficam com a experiência e as pessoas do mundo que participaram do negócio ficam com o dinheiro.

Deus escreveu o Livro de Provérbios para que não tenhamos que “aprender na raça”, através da experiência.

O Livro de Provérbios é o livro mais prático da Bíblia. Salomão escreveu mais de 3 mil provérbios (I Reis 4:29-34) e cerca de mil destes provérbios foram registrados neste livro da Bíblia.

Ele foi considerado um dos homens mais sábios do mundo e neste livro ele e outros homens sábios mostram como aplicar a sabedoria em áreas práticas das nossas vidas.

Salomão também escreveu mais de mil cânticos, mas apenas um deles está registrado na Bíblia, o “Cântico dos Cânticos de Salomão”.

Salomão não escreveu todos os provérbios deste livro, outros homens sábios também escreveram, mas foi ele que os compilou da forma como temos acesso hoje.

Os primeiros nove capítulos deixam claro qual é o propósito do livro, ou seja, ensinar a sabedoria.

Os Provérbios de Salomão encontram-se nos capítulos 10:1 até o capitulo 22:16; os provérbios do sábio, nos capítulos 22:17 até o capitulo 24:34; os provérbios de Salomão, compilados pelos sábios de Ezequias, encontram-se dos capítulos 25 a 29; no capítulo 30 encontramos os provérbios de Agur e no capitulo 31, os provérbios registrados pelo rei Lemuel, que ele recebeu da sua mãe.

Os capítulos de 1 a 10 foram escritos para os jovens; 11 a 20, para todos os homens e do 21 ao 31 para os governantes.

Apesar de Salomão ter sido considerado o homem mais sábio do mundo, ele também errou muito.

Como já observamos quando estudamos os livros históricos, a divisão do reino e os dois cativeiros sofridos pelo povo de Deus são conseqüência do pecado de Salomão e não do pecado do seu pai Davi.

Como um homem que errou tanto pôde ensinar o povo de Deus a viver?

Existem várias respostas para esta pergunta. A sabedoria dos provérbios não implica que seu autor a tenha aplicado em sua própria vida; estes provérbios apresentam a sabedoria inspirada de Deus.

Além disso, Salomão escreveu o Salmo 127, o Livro de Eclesiastes e estes provérbios para os jovens, para mostrar que eles não deveriam fazer o que ele fez.

Aprendemos com os erros de Salomão. Ele quis passar esta sabedoria aprendida às duras penas para outras pessoas, principalmente os jovens.

Salomão explicou o propósito destes Provérbios: “No caminho da sabedoria, te ensinei e pelas veredas da retidão te fiz andar (4: 11) Portanto, comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos.  (1: 31) O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência” (9: 10).

Estes versículos resumem o que foi a vida de Salomão. Ele sabia que tinha errado, mas queria que soubéssemos que aprendemos através dos erros e suas conseqüências.

Uma das melhores lições que podemos ter é através da nossa reação às conseqüências dos nossos erros e pecados.

Quando experimentamos as terríveis conseqüências das nossas escolhas, pagamos um alto preço para adquirir sabedoria e aí descobrimos na pele que “a melhor coisa da vida é fazer o que é certo”.

Deus nos mostra o que é certo e nos manda fazer o que é certo porque sabe quais serão as conseqüências em nossas vidas.

 Alertas Contra a Mulher Sedutora

O texto de Provérbios 5: 15-19 é um alerta aos jovens contra as tentações da mulher sedutora.

Estes versos mostram que a melhor defesa contra a imoralidade é uma boa ofensiva, ou seja, um bom casamento.

Os jovens devem estar constantemente seduzidos pelo amor de suas respectivas mulheres.

Salomão escreveu aos jovens: “Seja bendito o teu manancial, alegra-te com a mulher da tua mocidade” (v.18).

Desta forma, os homens não ficam vulneráveis diante dos encantos de uma mulher sedutora, porque suas necessidades sexuais estão sendo satisfeitas.

A advertência de Salomão para o homem que se rende à imoralidade é: As maldades do ímpio o prendem; ele se torna prisioneiro das cordas do seu pecado.
Certamente morrerá por falta de disciplina; andará cambaleando por causa da sua insensatez. (Provérbios 5:22,23)

  O Livro de Provérbios Ensina Autodisciplina

Para ensinar a importância da autodisciplina, Salomão disse: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador, Prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. (Provérbios 6:6-8)

Quando somos jovens, nossos pais e professores nos guiam para fazer o que é certo, sempre falando que teremos que responder pelas nossas atitudes e quando amadurecemos temos que aprender a ter autodisciplina.

De acordo com Salomão, a formiga é um exemplo de autodisciplina, que sem supervisão, prepara provisão no verão e na época da colheita para todo o ano.

Encontro com a palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...


Últimos Artigos

O Primeiro Programa de Entrevista

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Hu-hum ou Naum?

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

A Solução Final de Deus

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

O Profeta Político

segunda-feira, 4 de novembro de 2019