Encontro Com a Palavra

Omissões Nas Crônicas

Pr. Dick Woodward      segunda-feira, 20 de março de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Apesar dos Livros de Samuel, Reis e Crônicas tratarem do mesmo assunto, estes últimos distinguem-se dos primeiros, uma dessas diferenças pode ser explicada pelas “Omissões”.

As Omissões

Alguns dados foram relatados nos livros de Samuel e Reis e omitidos nos Livros de Crônicas; por exemplo, os pecados de Davi e Salomão.

A omissão do pecado de Davi nos livros de Crônicas é um bom sinal para nós.

A aplicação que tiramos é que nossos pecados serão omitidos quando nos apresentarmos diante de Deus porque confiamos em Jesus Cristo para ser salvos.

Pela mesma razão, os pecados de Salomão também foram omitidos nas Crônicas de Esdras.

Hoje, quando um evento é televisionado, várias câmeras captam diferentes ângulos da mesma cena.

Os livros de Samuel e de Reis correspondem às câmeras que captaram a perspectiva humana de um período da história dos hebreus e os Livros de Crônicas correspondem à câmera que captou a perspectiva de Deus do mesmo momento histórico.

Podemos refletir como algumas dessas “omissões” são impressionantes. Por exemplo, o Reino do Norte, Reino de Israel, que foi absolutamente pervertido e desviado dos propósitos de Deus, não é sequer mencionado nos Livros de Crônicas depois da divisão do reino. E por quê?

Porque os Livros de Crônicas enfatizam a linhagem de Davi e as tribos de Judá. E por que a linhagem de Davi?

Porque da linhagem de Davi e dos seus descendentes viria o Messias.

Além disso, os Livros de Crônicas também destacam os reis que foram instrumentos de Deus para levar avivamento e restauração ao povo, como por exemplo, Asafe, Josafá, Joás, Ezequias e Josias, reis do reino do Sul, Reino de Judá.

Os reis ímpios e que não trouxeram nenhum beneficio espiritual para o povo, não são mencionados.

O rei Josias reformou o templo. Durante essa reforma o sacerdote Hilquias encontrou alguns rolos das Escrituras.

O povo tinha se tornado tão apóstata que tinha se esquecido completamente da Lei de Deus.

O rei Josias, depois que leu os rolos e percebeu que os mandamentos de Deus não estavam sendo obedecidos, levou a nação inteira a viver de acordo com a Palavra de Deus (II Crônicas 34).

Os Livros de Crônicas são, de certa forma, interpretação ou comentário dos Livros de Reis.

Por esta razão encontramos a recomendação nos Livros de Reis, para consultar as Crônicas, porque o Autor daqueles livros, o Espírito Santo, quer que tenhamos a perspectiva divina de um determinado rei ou acontecimento.

Tomemos por exemplo Davi. As Crônicas explicam que Davi teve todo aquele sucesso político e todas aquelas bênçãos, para que o povo de Deus se alegrasse.

Esses livros mostram a grande contribuição de Davi na adoração que o povo prestava a Deus.

Os capítulos 15 e 23 de I Crônicas contam como Davi organizou os corais e os músicos. Ele tinha uma imensa orquestra e um coral formado por quatro mil levitas.

Tudo isso é destacado nos Livros de Crônicas e omitido nos Livros de Samuel porque, nos Livros de Crônicas, Deus revela a importância da adoração para Ele.

Além disso, os Livros de Crônicas explicam porque Deus não permitiu que Davi construísse a casa de Deus. Ela tinha sido um guerreiro e muito sangue foi derramado (I Crônicas 22:8-9).

Através desses livros ficamos sabendo por que um bom rei como Josafá aliou-se com o perverso rei Acabe: seus filhos uniram-se pelo casamento e eles tinham netos em comum. (II Crônicas 18:1).

Uma Oração de Reavivamento

O versículo que transcrevemos a seguir, é um dos versículos mais marcantes dos Livros de Crônicas:

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (II Crônicas 7:14).

Esta é uma palavra do templo para o palácio, da vida religiosa para a vida política da nação, uma aliança que Deus fez com o povo.

Deus disse que está pronto para perdoar e curar, mas para isso Seu povo precisa andar em caminhos de justiça.

Devemos todos aplicar este versículo, primeiro em nossas vidas, e depois de maneira coletiva, como nação.

A chave para compreendermos o porquê da diferença e da repetição da história dos hebreus nos Livros de Crônicas é: os caminhos de Deus não são os nossos caminhos; os pensamentos d’Ele não são os nossos. Assim como os céus são mais altos que a terra, também é diferente a forma de pensar e de agir de Deus, da maneira como nós pensamos e agimos (Isaías 55:8-9).

Se você quer enxergar a história dos hebreus sob a perspectiva de Deus, leia os Livros de Crônicas. Você descobrirá como sua mensagem e perspectiva são preciosas.

“Omissões” – este seria um ótimo título para os Livros de Crônicas.

É bom saber que nossos pecados podem ser omitidos por Deus; os pecados de Salomão e de Davi foram omitidos nos Livros de Crônicas. Também é tremendo observar que Deus omitiu completamente o Reino do Norte, Israel, porque seus cidadãos não foram chamados segundo os propósitos de Deus.

É profundo pensar que toda a nossa existência pode ser ignorada hoje ou por toda a eternidade se não alinharmos nossos pensamentos, caminhos e vidas com a vontade e os caminhos de Deus.

Minha oração é que, depois de comparar os Livros de Crônicas com os Livros de Samuel e Reis, você possa também comparar a perspectiva de Deus com a perspectiva humana, não apenas sob o ponto de vista histórico, mas também sob a perspectiva da sua própria vida.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

Como estão divididos os livros da Bíblia?

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Os Modelos de Ordem Para a Igreja

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

A Cronologia do Retorno de Cristo!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Fatos sobre a volta de Jesus!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021