Encontro Com a Palavra

Porque o Povo de Deus Sofre | Parte 4

Pr. Dick Woodward      quarta-feira, 5 de abril de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

 

Durante o estudo do Livro de Jó acrescentamos um estudo chamado As 30 Razões Bíblicas Porque o Povo de Deus sofre.

O objetivo é mostrar que alem do Livro de Jó, muitos outros texto na Bíblia fala sobre o sofrimento.

Existe uma teologia falsa por ai que tenta ensinar que Deus não quer que Seu povo sofra, fique doente ou passe por dificuldades financeiras.

Mas a palavra de Deus mostra o contrario, Deus permite sim que dificuldades e tempestades sobrevenha em nossas vidas.

Razões Bíblicas Porque o Povo de Deus sofre

21. O sofrimento produz um caráter espiritual

O sofrimento produz um tipo de caráter que não muda quando as coisas ficam difíceis.

“...nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança não confunde” (Romanos 5:3–5).

As palavras “perseverança” e “estabilidade” fazem parte do caráter do crente, independente do grau de dificuldade que ele enfrenta.

22. O sofrimento revela Cristo ao mundo

De acordo com Paulo, somos como vasos de barro e revelamos o Tesouro de Cristo quando suportamos o sofrimento e deixamos que a luz de Cristo brilhe através das rachaduras deste vaso (II Corinthios 4:7–10).

Enquanto sofremos, passamos por aflição, mas não somos destruídos.

23. O sofrimento pode estimular o crescimento do homem interior

O homem exterior é temporal, mas o interior, eterno. Enquanto o homem exterior se corrompe, o homem interior é renovado e preparado para a vida eterna (II Corinios 4:16).

Nosso sofrimento é temporário, mas, as conseqüências do nosso sofrimento pode ser eternas.

Este é o conceito maravilhoso que devemos compartilhar com aqueles que estão passando por algum mal que pode levá-los para a eternidade.

24. O sofrimento nos ensina valores eternos

Nos últimos dias, a terra será abalada ao ponto que apenas o que é eterno permanecerá (Hebreus 12:25–29).

Às vezes, Deus usa o sofrimento para tirar nossos olhos destas coisas temporais em nossas vidas e fixá-los em valores eternos.

25. O sofrimento nos refina

“O nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12:29). Às vezes Ele usa o sofrimento para queimar em nossas vidas o que é contrário a Sua santidade.

Esse refinamento que nos prepara para a eternidade pode vir na forma de sofrimento.

26. Às vezes o sofrimento é resultado de escolhas erradas que fizemos

Colhemos o que plantamos. Se plantarmos corrupção, colhemos corrupção. Uma mente pervertida leva a uma vida de perversão.

Algumas vezes, o sofrimento é apenas um “banquete de conseqüências” resultante do plantio errado que fizemos no jardim das nossas vidas (Gálatas 6:7,8)

27. Os “chiqueiros da vida” preparam a volta do filho pródigo

Assim como o filho pródigo “caiu em si” quando foi parar no chiqueiro (Lucas 15:17), nós também podemos “cair em si” quando passarmos pelo sofrimento dos “chiqueiros da vida”.

Isto pode nos levar ao arrependimento e a decidir voltar para os valores e para o Pai.

28. Sofremos porque o mundo odeia a Cristo e Seus seguidores

O apóstolo Paulo escreveu: “Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (II Timóteo 3:12).

29. Às vezes o sofrimento abre a porta para o Reino de Deus

Quando Paulo e Barnabé foram perseguidos durante suas viagens missionárias, encorajaram outros crentes dizendo que “através de muitas tribulações, nós entraremos no reino de Deus” (Atos 14:22).

Mesmo não sendo necessário sofrer para entrar no Reino de Deus, muitas pessoas são convencidas a crer e aceitar Jesus por causa através da tribulação.

30. A filosofia bíblica da morte

Para impor sua autoridade, um pastor costuma bater na cabeça das ovelhas com seu cajado para que elas se deitem no chão.

De acordo com Davi, Deus se torna nosso Pastor quando nos faz deitar (Salmos 23:2)

Depois de estabelecida a relação de Pastor e ovelha, Deus nos leva às águas de descanso, aos pastos verdejantes e até o cálice que transborda.

Se voltamos a nos levantar, estes pastos verdejantes secam, as águas se tornam turbulentas e o cálice esvazia.

Através da morte o Bom Pastor nos faz deitar para a eternidade para que Ele nos dê os pastos verdejantes que nunca secam, as águas tranqüilas que nunca ficam turbulentas e para o cálice que nunca se esvazia.

Para atingirmos estes valores eternos, experimentamos estes dois problemas insolúveis: doença e morte.

Esta é a explicação bíblica porque o povo de Deus, às vezes, sofre.

A Palavra de Deus tem muito a nos dizer sobre o sofrimento, mas mesmo assim, não compreendemos muita coisa que acontece em nossa vida.

“Por que?”. Esta pergunta está sempre em nossa mente, mas no céu vamos dizer: “Aaahh!”. E depois de dizermos “Aaaahh!” milhões de vezes, nós começaremos a dizer “Aleluia!”.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Últimos Artigos

Os Padrões de Paulo

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

A Pregação de Paulo

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Os Padrões do Pentecoste Plantam a Igreja

segunda-feira, 27 de julho de 2020

O Pentecoste Pessoal de Paulo

segunda-feira, 20 de julho de 2020