Encontro Com a Palavra

Profecia de Obadias Contra Edom

Pr. Dick Woodward      sábado, 27 de maio de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

No ultimo programa iniciamos o estudo de um dos menores livros da Bíblia, o Livro de Obadias.

Alem de observamos quais aplicações praticas podemos tirar para nossa vida, devemos estudar este livro lembrando que ele é um cumprimento da aliança Abraâmica.

Quando Deus criou para si esse povo único prometeu a Abraão “Abençoarei os que o abençoarem, e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem;” (Gênesis 12:3)

Por isso quando Edom tirou proveito do dia da calamidade de Jacó quando Jerusalém caiu, passou a fazer parte da longa lista de nações destinadas ao pó e as cinzas, por terem perseguido o povo escolhido de Deus.

O povo de Edom era anti-semita e estava sempre à procura de oportunidades a fim de se aliar a outras nações, com o objetivo de eliminar os judeus.

Desde os tempos bíblicos a aliança de Deus com Abraão já foi ilustrada diversas vezes,  em historias do Velho Testamento e em outras do nosso século.

A profecia de Obadias prevê a queda de Edom, como conseqüência do seu ódio e da perseguição contra Israel, “o povo de Deus”.

Aplicação Pessoal

Em toda a Bíblia vemos que o homem temente a Deus é comparado com aquele que não O teme (Salmo 1Mateus 7:13-27I Coríntios 2:14-16)

O que se conhece da história de Jacó e Esaú, registrada no livro de Gênesis, e também o comentário que o apóstolo Paulo faz a respeito dessa história, nos faz  compreender que a profecia de Obadias também compara o homem espiritual com o homem natural (Gênesis 25:29-34; e cap. 27Romanos 9:10,11)

Nessa analogia, Jacó é uma figura do homem espiritual, que de coração sincero busca a Deus, os Seus valores e Suas bênçãos espirituais.

Outro exemplo de Jacó também está registrado no Livro de Gênesis, quando Jacó “lutou” com Deus, e seu nome foi trocado para Israel: “Seu nome não será mais Jacó, mas sim Israel, porque você lutou com Deus e com homens e venceu” (Gênesis 32:28).

Por outro lado, Esaú é uma figura do homem natural, do homem que não teme a Deus.

Quando Esaú vendeu a Jacó, por um prato de lentilha, o seu direito de primogenitura (a herança do filho mais velho), revelou imaturidade e como seus valores e suas prioridades eram distorcidos.

Não é algo estranho e surpreendente ver como os valores de “Esaú” influenciaram “Edom” a ser uma nação tão hostil ao povo de Deus, aos valores espirituais e aos propósitos divinos.

Quando pela primeira vez esses personagens, Jacó e Esaú, foram mencionados na Bíblia, estavam juntos no ventre de sua mãe Rebeca.

Uma das aplicações que podemos fazer desse episódio é que, cada um de nós tem, em potencial, características das personalidades de Esaú e Jacó.

Paulo traça esses dois perfis de maneira brilhante na sua carta aos Gálatas. Ele afirma que o Espírito e a carne guerreiam entre si porque são opostos.

Quando Paulo usa o termo “carne”, ele quer dizer “nossa natureza humana, que não foi tratada por Deus”.

O Espírito Santo nos fornece o potencial para sermos espirituais como Jacó.

Quando Ele vem habitar dentro de nós, a nossa carne, ou a nossa natureza humana, não é retirada.

Mas alguém, que nos torna espirituais, é acrescentado à nossa carne ou natureza humana.

Isso faz com que tenhamos dois potenciais: o de Jacó e o de Esaú.

Essa profecia tão dinâmica de Obadias deixa para cada um de nós uma pergunta e um importante desafio: qual desses dois potenciais você vai cultivar?

O de Esaú ou o de Jacó?.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

A Graça de Dar

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A Transcendência do Ministro

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

A Transparência do Ministro

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

A Tarefa do Ministro

segunda-feira, 2 de novembro de 2020