Encontro Com a Palavra

Salmos de oração (Parte 2)

Pr. Dick Woodward      domingo, 16 de abril de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Este é um estudo de toda a Bíblia, e já chegamos ao Livro de Salmos, hoje vamos estudar mais alguns Salmos de oração.

Salmo 73

No Salmo 73 . Deus permitiu que um homem chamado Asafe passasse cinco minutos no inferno, e essa experiência mudou sua atitude em relação ao ímpio, de inveja ele passa a ter piedade e compaixão.

O que será que causaria mais impacto em nós, cinco minutos no céu ou cinco minutos no inferno?

Acredito que cinco minutos no céu!

No Salmo 73 deve ter acontecido algo desse tipo para Asafe, pois quando ele saiu do santuário seu estado emocional havia mudado, suas duvidas teológicas tinham sido esclarecidas.

Asafe foi para o santuário invejando o ímpio, e saiu orando com compaixão do ímpio.

Depois de acusar Deus como injusto ele diz: “agi como insensato e ignorante; minha atitude para contigo era a de um animal irracional. Contudo, sempre estou contigo; tomas a minha mão direita e me susténs. Tu me diriges com o teu conselho, e depois me receberás com honras”. (Salmos 73:22-24)

Em outras palavras ele esta dizendo, “eu vou para o céu e estes ímpios para o inferno”.

Depois de orar com compaixão Asafe faz uma pergunta muito profunda: “A quem tenho nos céus senão a ti?” (V.25)

A resposta é obvia, tendo os valores eternos em perspectiva Asafe conclui rapidamente: “...na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti.” (Salmos 73:25)

Para ele o céu é céu porque Deus está la.

Você não acha que terá um grande impacto nos seus valores enquanto estiver vivendo aqui na terra e perceber que um dia cumprirá o seu destino e irá passar a eternidade no céu com Deus?

O Salmo 73 é um lindo Salmo de oração no qual Asafe nos mostra como lidar com a duvida e com a inveja.

Com seu exemplo ele nos mostra que devemos levar nossas duvidas para o santuário, pois foi no santuário que ele resolveu seus problemas e duvidas.

Salmo 139 - O Consolador Todo Poderoso

Salmo 139 é mais um exemplo dos Salmos de Oração, no qual o escritor, inspirado pelo Espírito Santo, fala com Deus a respeito do homem.

Vemos neste salmo que Deus era o grande Conselheiro de Davi.

Quando Deus falou para Saul, através de Samuel, que tinha encontrado um substituto para o trono de Israel, Deus se referiu a Davi como um homem “segundo o coração de Deus”, que fazia a vontade de Deus.

A parte principal desta linda oração, “o Salmo 139” são seus dois últimos capítulos.

Se dividirmos todo o salmo em parágrafos, veremos que cada parágrafo mostra quem é o Deus para quem Davi estava orando e por que Davi estava orando para este Deus.

Quando Davi fez esta oração, as pessoas buscavam outros deuses e adoravam ídolos.

No primeiro parágrafo (versículos de 1 a 5) Davi está orando a um Deus que o conhece. O conhecimento de Deus a respeito de Davi é ilimitado.

Davi orou: “Senhor, tu me sondas e me conheces” .

Talvez você conheça alguém famoso pessoalmente, o prefeito da sua cidade ou o governador, mas você não acha que seria muito mais impressionante se alguém famoso o reconhecesse publicamente?

Davi está impressionado por ser conhecido pelo Deus do Universo!

Qualquer pessoa que dê um conselho a você não possui pleno conhecimento a seu respeito ou da situação que você está vivendo.

Não importa se a pessoa é ou não um excelente conselheiro, o conhecimento dele a seu respeito é limitado.

Mas Deus o conhece total e plenamente. Ele conhece os seus pensamentos antes que eles se formem.

No segundo parágrafo (versículos 6 a 12) vemos que Davi está orando ao Deus Único e Verdadeiro de quem ele não pode escapar: “Para onde me ausentarei do Teu Espírito?”.

Será que você consegue fugir da presença de Deus?

Davi está falando com o Deus Onipresente de quem não consegue escapar.

O terceiro parágrafo mostra que Davi está orando ao Deus que o criou (versículos 13 a 16) Antes de existirmos Deus já programou todos nossos dias.

Pense nisto quando estiver fazendo os seus planos para os próximos dias, meses e anos.

Este salmo também nos leva a pensar que não existem acidentes, todos nascemos como fruto de um projeto de Deus.

O quarto parágrafo (Versículos 17 e 18) mostra Davi orando ao Deus que pensa nele.

Aprendemos com Davi que os pensamentos de Deus a nosso respeito são preciosos e infinitos.

Uma das maneiras de expressar sua consideração pela pessoa que você ama é confessando lhe que você pensa nela o tempo todo.

O que Deus pensa a respeito de nós é melhor do que o que nós mesmos pensamos.

Finalmente, Davi ora ao Deus que o protege (versículos 19 a 22). É neste contexto que ele pede que Deus consuma os seus inimigos.

Sua confiança de que Deus o protegerá é tão grande que ele ora a respeito da destruição dos seus inimigos.

Depois de descrever o perfil do Deus para Quem ele está orando, Davi pede a este Deus: “onda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações.
Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.”(Salmos 139:23,24)

Ele ora a este Deus de quem não consegue escapar, que o conhece, que o criou, que pensa nele e que o protegerá. É a este Deus que Davi ora.

Quando não sabemos quais são as reais intenções do nosso coração, mas queremos andar nos caminhos eternos da vontade de Deus, devemos nos aproximar do trono do Grande Conselheiro para quem Davi orou.

Encontro com a palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

Direcionamentos de Deus Para a Sua Igreja

segunda-feira, 1 de março de 2021

Como estão divididos os livros da Bíblia?

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Os Modelos de Ordem Para a Igreja

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

A Cronologia do Retorno de Cristo!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021