Encontro Com a Palavra

Um Romance Redentor

Pr. Dick Woodward      quarta-feira, 1 de março de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Amor À Primeira Vista

A história de Rute aconteceu nos tempos em que os juízes governavam; um período negro da história dos hebreus. O romance contado neste livro é uma bonita ilustração da nossa redenção e salvação.

Rute, a nora moabita de Noemi, representa aqueles que estão fora da família de Deus, veremos como Ele manifestou Seu amor e Sua graça em favor de Rute no processo de redenção prescrito na Lei de Deus.

Rute saiu para colher num campo que pertencia a Boaz. Ao chegar no campo naquele dia, Boaz viu Rute e ao que parece ficou encantado com sua beleza. O nome “Rute” significa “beleza” ou “botão de rosa”.

Boaz perguntou aos empregados quem era aquela moça. Eles disseram que se tratava da viúva de um hebreu com quem tinha se casado em Moabe, e estava ali por causa de um compromisso que tinha assumido com sua sogra. Contaram-lhe também como Rute se convertera ao casar com o homem hebreu.

Boaz disse a Rute que ela poderia ficar nos seu campo onde estaria protegida. Ele deixou claro que cuidaria dela. Lemos no capítulo doisversículo 10: “Então, ela, inclinando-se, rosto em terra, lhe disse: Como é que me favoreces e fazes caso de mim, sendo eu estrangeira?”.

Boaz contou que sabia da morte de seu marido, do juramento que tinha feito a Noemi e que ela tinha se convertido ao Deus de Israel. Ela respondeu: “Tu me favoreces muito, senhor meu” (v.13) e aceitou o convite para juntar-se a ele na hora do almoço, e comeu até ficar satisfeita.

Boaz também providenciou para que ela pudesse colher à vontade nos seus campos e voltar para casa com uma boa quantidade de produtos. Ele também deu ordens aos seus segadores para que deixassem cair algumas espigas para que ela pudesse apanhar. Boaz ficou apaixonado por Rute.

Romance ao Contrário

O capítulo dois termina com o relato que Rute trabalhou nos campos de Boaz até o fim da colheita do trigo e da cevada. Isso quer dizer que aquela situação relatada no capítulo dois durou aproximadamente seis meses.

Atente para o início do capítulo três: “Disse-lhe Noemi, sua sogra: Minha filha, não hei de eu buscar-te um lar, para que sejas feliz?

Ora, pois, não é Boaz, na companhia de cujas servas estiveste, um dos nossos parentes?”. Deduz-se que através de Noemi Rute teve conhecimento da lei do parente resgatador ou redentor e que Boaz era um desses parentes.

Boaz e seus empregados tinham debulhado o trigo e por isso estavam dormindo junto da colheita. Noemi deu ordens bem específicas para Rute: “Banha-te, e unge-te, e põe os teus melhores vestidos, e desce à eira...”. Era uma instrução para Rute de como ela pediria a Boaz que ele fosse o seu parente redentor.

Depois de debulhar o trigo havia sempre um banquete, e Noemi instruiu Rute para que fosse ver onde Boaz faria sua cama: “Quando ele repousar, notarás o lugar em que se deita; então, chegarás, e lhe descobrirás os pés, e te deitarás; ele te dirá o que deves fazer”.

Isso não é apenas a história de um romance de redenção, mas também um romance ao contrário porque nessa circunstância Rute deveria pedir Boaz em casamento.

Ainda havia outro parente que também poderia ser seu parente remidor; e, de acordo com a lei, Rute deveria fazer o pedido a um deles. O máximo que Boaz poderia fazer era demonstrar de maneira amorosa que ele adoraria ser o seu redentor.

O que Rute fez no capítulo três era perfeitamente apropriado para os costumes daquele povo; era um pedido de casamento.

À meia-noite Rute foi para junto de Boaz e deitou-se aos seus pés. Boaz se assustou quando viu que havia uma mulher aos seus pés e perguntou: “Quem és tu?”. Ela respondeu: “Sou Rute, tua serva; estende a tua capa sobre a tua serva, porque tu és resgatador”. (Rute 3:9).

Boaz respondeu: “Bendita sejas tu do Senhor, minha filha; melhor fizeste a tua última benevolência que a primeira, pois não fostes após jovens, quer pobres, quer ricos. Agora, pois, minha filha, não tenhas receio; tudo quanto disseste eu te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa” (Ruth 3:10-11).

Boaz lhe deu instruções específicas e preparou para que levasse trigo e cevada para ela e para sua sogra.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Comentários

Siga-nos nas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades...

Cadastre-se gratuitamente nos cursos do Ecncontro Com a Palavra

 

Clique no link abaixo e faça seu cadastro agora mesmo!

Últimos Artigos

O Evangelho Absoluto

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

A Graça de Dar

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A Transcendência do Ministro

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

A Transparência do Ministro

segunda-feira, 9 de novembro de 2020